sexta-feira, 15 de maio de 2009

13º SESSÃO DA CÂMARA

Cataguases, 12 de Maio de 2009.

Com a presença de todos os vereadores, e do Secretário de Obras, José Maria Sasso, a reunião começou às 19:00 horas.

- Pequeno, antes que alguém peça a dispensa da leitura da ata, peço que seja lida um resumo da ata, para que os populares presentes saibam o que aconteceu, e até mesmo para conferir. Pequeno citou que a população e a imprensa cobram a leitura, e que é uma forma de transparência.

- Schelb citou que a leitura da ata não pode ser lida apenas um resumo, de acordo com o regimento interno deve ser lida na integra.

Cartas recebidas:

1)Carta do gabinete do prefeito para a Câmara com a resposta do requerimento 15/2009, do
Vereador Guilherme, trazendo informações a respeito da coleta de lixo. Segundo a carta a reciclagem do lixo é feito a cada 7 dias; com caminhão próprio para colega; que o preço por quilo recolhido é de R$ 1,07; o pagamento é todo dia 10, validade de 30 dias; a empresa é de Ubá e anexo segue uma nota fiscal do serviço prestado.

- Guilherme citou que fez o requerimento após receber denúncias de que a empresa estava coletando esse lixo com caminhão convencional, e que vai averiguar as respostas e fiscalizar.

2) Carta do Pequeno para a mesa diretora da Câmara solicitando a liberação da casa, para alunos da Escola Manuel Inácio Peixoto, tratando a respeito da discriminação.

3) Carta da Direção de Minas Gerais dos Correios para a Câmara agradecendo as homenagens aos 40 anos da empresa.

Projetos apresentados:

Executivo:


1) Foi apresentado um projeto de ajuda de custo para educadores e professores façam alguns cursos indicados pelo MEC.

2) Foi apresentado um projeto que regular o transporte de gás de cozinhas, visando a segurança.

Legislativo:

1) Boneco entrou com um projeto que torna Utilidade Pública o Esporte Clube São José.

2) Vicente entrou com um projeto que prevê espelho em estacionamentos de veículos.

3) A Mesa Diretora entrou com um projeto de resolução para que as Sessões da Câmara sejam passada para quarta-feira às 18:00 horas.


Requerimentos que deram entrada:

1) Pequeno entrou com um requerimento que questiona a alocação de 20 operários contratados, querendo saber onde eles foram alocados e o nome de seus encarregados;

2) Pequeno entrou com um requerimento que questiona sobre a propriedade da retro escavadeira em utilização na construção do Aterro Sanitário, no distrito de Sereno; questiona também sobre o destino da máquina similar, contratada de uma empresa de Miraí, contratada sem licitação, para realizar serviços de limpeza de córregos e conserto de estradas rurais.

3) Pequeno entrou com um requerimento verbal solicitando informações da capina química feita pela FCA na beira da linha do trem, informando quais produto que usam e se é prejudicial ao homem, já que o funcionário que faz o serviço é muito bem equipado.

4) Schelb entrou com um requerimento verbal requerendo da Secretária de Saúde cópia do documento, que segundo o Secretário a direção do pronto cordis recusou a receber.

5) Guilherme entrou com um requerimento verbal solicitando informações de quanto a FCA paga a prefeitura por serviços prestados, como tapa buraco e poda de árvores, pois segundo informações a empresa repassa para o município dinheiro sobre serviços prestados.


Em Votação:

Projeto do Executivo

1) Projeto 11/2009 que prevê um convênio com o Museu de História instalando um terminal de informações culturais no Vagão. Aprovados por todos.

- Pequeno sugeriu que o local desse terminal fosse no Evanil, pois lá além de possuir um espaço
melhor já é conhecido como centro cultural.

-Guilherme concorda com Pequeno e que seria melhor no Evanil, e sugeriu que fosse feito um seguro dos equipamentos e materiais que serão usados, lembrando que é de responsabilidade do Município.


Projeto do Legislativo:

1) Projeto do vereador Boneco que torna de Utilidade Pública o Esporte Clube Vila Reis. Aprovado por todos.

- Boneco lembrou que o EC Vila Reis é o único time de bairro campeão regional, e que novamente o time está disputando e que precisa de apoio para que o time continue atuando, por isso a importância desse projeto.

2) Projeto do Vereador Guilherme que disciplina as Lan House, Cyber Cafés e outros que mexem com internet. Foi Adiado.

- Guilherme pediu que fosse adiado por mais uma sessão para que possa melhor adequá-lo.
Requerimentos:

1) Requerimento do Vereador Canecão que requer informações a respeito da falta de médicos nos postos Taquara Preta, Thomé e outros. Aprovados por todos.

- Canecão acrescentou verbalmente que fosse respondida as providências que a Prefeitura está tomando para contratar um neurocirurgião.

- Schelb informou a respeito da reunião da Associação dos Médicos da região, onde ele é o Vice prefeito foram convidados, nessa reunião serão tratados assuntos como honorários, carga horária e outros assuntos da categoria.

- Boneco citou novamente para que fosse colocada uma ambulância e um médico na policlínica, , e que a mesma não tem como atender os acidentes que possam acontecer, e lembrou de um acidente acontecido recentemente.

- Vilela lembrou que foi desativada, no pronto cordis, a área do SUS que atendia algumas internações.

- Schelb citou que o Executivo cortou o pagamento, por isso foi desativada a área do Sus e fez um requerimento solicitando cópias do documentos recusado pela direção do pronto cordis (requerimento acima mencionado).

2) Requerimento do Vereador Pequeno que prevê do Executivo informações das providências tomas a respeito do morador de rua, que é de Astolfo Dutra. Aprovado por todos.

- Pequeno lembrou que o mesmo não se encontra mais no lugar que ficava, não sabendo se o mesmo foi embora ou trocou de ponto, e lembrou o caso do Gilson que agora montou um “apartamento” na beira do rio, lembrou que vamos entrar na época do frio e que é desumano ver um cidadão vivendo dessa maneira.


Moção de Pesar:

Foram apresentada moção de pesar em conjunta para: Sebastião Camilo da Silva e Sebastiana Medeiros Pinheiro. Beleza entrou com uma moção para Dalva Leal.


GRANDE EXPEDIENTE:

- Pequeno cobrou do Executivo e da Câmara, para que fosse procurada os donos da Manufatora, lembrando que a mesma passa por momento difícil, onde está demitindo funcionários e segundo boatos talvez feche as portas. E que as autoridades precisa procurar soluções para manter essa empresa.

* Beleza citou que na gestão passada foi feita reuniões com a Manufatora e com a Força e Luz (Energiza), lembrando que o problema da empresa é uma dívida devido a não pagamento de luz.

* Vicente lembrou que é responsabilidade do Executivo intervir, e que irá entrar em contato para o mesmo arrumar alguma solução.

* Canecão citou que já foi funcionário da Manufatora e que a empresa já demitiu mais de 700 funcionários e que devemos sim procurar alguma forma para ajudar a manter essa empresa.


Indicações:
Foram apresentadas indicações para instalação de poste em Sereno, colocação de placa de limite de velocidade no Justino e para consertar o parquinho na Praça Santa Rita.


Secretário na Tribuna, Jose Maria Sasso.

Foi feito uma ordem para as perguntas, onde todos os vereadores participaram.

- Boneco perguntou a respeito da rede de esgoto no bairro Haider, da Rua Itapoan que tem um buraco aberto que até um carro já caiu, segundo ele é uma obra da Copasa, e perguntou de quem é a responsabilidade desse buraco?

* Sasso falou que é da Copasa.

- Boneco perguntou se a secretária vai fornecer materiais para os homens que os vereadores ganharam para trabalhar nos bairros possa trabalhar?

* Sasso citou que não sabe como foi feito esse acordo, e que a não faz parte da secretaria de obras e sim da secretaria de serviços urbanos.

* Guilherme lembrou para o colega Boneco que o prefeito não tem como ceder funcionários para a prefeitura, e que vai liberar de acordo com a necessidade e indicação.

- Fernandinho perguntou a respeito das pontes dos distritos que estão em péssimos estados.

* Sasso respondeu que devido as enchentes várias pontes foram prejudicadas, e que no momento não tem recurso financeiro, mais que está vendo e que em breve fará um projeto para o conserto das mesmas.

- Vilela homenageou o secretário e perguntou a respeito da rua avenida que qualquer chuvinha ela enche, e sugeriu que fosse feito um ladrão na altura do campo do flamenguinho jogando essas água direto no rio.

* Sasso respondeu que tem um projeto há mais de 10 anos para fazer a canalização dos córregos próximo da área, e que esteve afastado por 8 anos, voltando agora à prefeitura, mais que vai refazer esses projetos e pedir o licenciamento, lembrou que o processo é burocrático e demorado. E em relação ao ladrão para escoar a água não é viável ir contra o fluxo do rio, mas que estudara essa sugestão.

- Canecão lembrou-se do prazo dado de 100 dias para começarem a aparecer as obrar, e que na época da Maria Lúcia ela deu um prazo de 1 ano, e que sabe das dificuldades e da falta de dinheiro, e lembrou que esse dinheiro possa aparecer com o pagamento do IPTU, e perguntou o que a secretaria está fazendo para resolver o problema de enchente no bairro da Taquara, lembrando que qualquer chuvinha a rua enche e que não tem como sair do bairro em caso de urgência.

* Sasso respondeu que tem um projeto que prevê a criação de uma galeria para essa área, e assim diminuiria esse problema.

- Canecão perguntou a respeito do matadouro e a creche se já começaram as obras?

* Sasso citou que o matadouro as obras já deram início, e que demorou pois o mandato anterior perdeu o prazo e o dinheiro voltou para o estado, mas que esse dinheiro já retornou e já começaram as obras. Em relação a creche as obras já começaram.

- Boiadeiro perguntou a respeito do problema no bairro São Diniz onde qualquer chuva desce barro e água para as ruas de baixo.

* Sasso citou que essa é uma situação crítica, e que depende da secretaria de meio ambiente, já que o mais indicado é o reflorestamento que impedirá que o barranco ceda e desça, assim impedirá também o assoreamento do rio.

-Guilherme perguntou a respeito dos bairros novos se tem algum projeto de urbanização?

*Sasso disse que os bairros novos tiveram problemas ambiental, mas que já foi resolvido e que precisa de recursos para começar a urbanizar.

-Beleza perguntou se tem algum projeto para estender o asfalto no bairro Ibrahim até o ponto final? E se a nova ponte que foi construída pertence a prefeitura?

* Sasso respondeu que não tem nenhum projeto, mas que está estudando a possibilidade para estender o asfalto, e em relação a ponte não é responsabilidade da prefeitura.

- Pequeno perguntou de todas as obras citadas pelos colegas, qual dessas obras poderiam ser feita pela prefeitura, sem contratar firma e abrir licitação, a prefeitura mesmo fazer a obra?

* Sasso citou que as obras maiores serão tercerizadas, e que a prefeitura não tem um quadro de funcionário para realização de todas as obras, e que falta gente, e que está fazendo projetos.

- Pequeno citou que seria melhor a prefeitura fazer essas obras, ao invés de terceirizar, pois além de ser mais rápido, geraria emprego e renda para a cidade, lembrando que a prefeitura contratou uma empreiteira de Miraí para realizar o serviço, sendo assim o dinheiro e a renda vai para essa cidade. E que já são 5 messes de governo e nada de obras, a cidade está abandonada , não é mais barato e rápido a prefeitura fazer o serviço?

* Sasso disse que seria mais fácil, porém os funcionários não trabalham do mesmo jeito que o do setor privado trabalha, e que para fazer uma obra precisa de vários profissionais, e que como o salário é mais baixo comparado com o piso que eles exigem, acaba ficando sem mão de obra, e ainda tem a carga horária que é de 6 horas, sendo assim precisaria de mais funcionários, pois o tempo é pouco, e que a licitação é mais eficiente.

- Pequeno citou que o discurso não é o mesmo da realidade, e se a terceirização fosse mais rápido não teríamos problemas, e que como sindicalista é contra a terceirização, e que a prefeitura deveria investir em contratar funcionários, melhorar seus salários e fazer treinamentos, pois do jeito que ela para e trata o funcionário ninguém vai trabalhar mesmo. E em relação a carga horária de 6 horas, citou que foi da época da Maria Lúcia e que até hoje não deram jeito para esse problema, e que com essa diminuição a verba da prefeitura aumentou, mais cadê esse dinheiro, todo que entram lá economizam e o dinheiro some, e que tem certeza que com essa diminuição daria para contratar mais.

* Sasso citou que a contratação tem limite, tem um teto, e que a prefeitura está no limite, e que são muitas demandas e falta verba.

_ Pequeno citou que a prefeitura poderia está muito melhor equipada e com funcionários, e que está sofrendo por má gestões, e que dinheiro tem, e que o governo depositou 1 milhão no começo do ano, mas que até agora nada foi feito com esse dinheiro, a cidade com vários problemas, a prefeitura com dinheiro mas não fazem nada, sinal de incompetência e que inclusive já anda pela cidade um comentário de impechamet, tudo pois não passa confiança para o povo, uma pena um governo começar assim. E que não faz nada pois prefere terceirizar, entrar no esquema das empreiteiras, onde precisa fazer projeto, licitação para depois começar a fazer as obras, um processo demorado e burocrático. E que quando a prefeitura vai começar a fazer as obrar, pois o dinheiro está na conta, 1 milhão, e que espera mais atitude do prefeito.

- Schelb citou que o governo está a pouco tempo, e que sabe das dificuldade e que para não dizer que não fez nenhuma pergunta, perguntou a respeito da obra em frente ao posto da Granjaria e que sabe das dificuldades.

* Sasso citou que essa obra faz parte do projeto.

- Vicente elogiou o secretário e citou as dificuldades, e que o tempo é pouco.

3 comentários:

Anônimo disse...

Xiita?
Se você sabe tão bem administrar uma cidade, porque você não vai lá e toma uma atitude, mostra seus conhecimentos sobre política. Pare de reclamar e aja. Cão que late demais, dificilmente morde.

anonimo disse...

Xiita, é só voce pedir para o seu prefeito para cair fora,alias já era para ter saido. Fica no SUS meia hora,vai ate as escolas sem aula,ande nas estradas rurais,come das merendas das escolas municipais. Pelo menos o Paulo Lucio assina os seus textos,eu não estou assinando porque conversar com quem não assina so deve ser uma cachorra que late e não morde.Voce deve ser paralitica que não anda na cidade e não ve o que esta acontecendo e ou cega. Não precisa houvir isto.Ate breve.

Paulo Lucio disse...

Caro anônimo obrigado por ter visatado meu blog, e em relação ao seu comentário não entendi.

Antes de mais nada eu gostaria de deixar claro que não tenho nada contra o prefeito, muito menos contra os vereadores, agora sou oposição pois tenho idéia contrárias a do prefeito.

Não quero dar uma de prefeito,ou vereador, apenas gosto de política e cobro meus direitos, sei que não é fácil administrar uma cidade,mas já que colocou a cara e ganhou, agora que faça.

Eu ando pela cidade, afinal sou carteiro, e o que mais vejo é reclamação com esse governo, e não vou ao hospital pois não preciso, graças a Deus.

Eu assino tudo que escrevo, pois quem diz a verdade não teme, se acha o que eu escrevo mentira, então escrava a verdade.