quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O Edgard e a Casa da Rua Alferes

Por: Vanderlei Pequeno

O prefeito de Cataguases, em entrevista a uma emissora de rádio, disse que preferiu comprar o Edgard Cine-teatro, em vez de adquirir a Casa da Rua Alferes. Alegou ter tomado essa decisão por julgar o cinema mais importante para o município. Mero exercício de retórica e que carece de fundamento.

O cinema foi projetado pelos arquitetos Aldary Toledo e Carlos Leão na metade do século passado (1953). O prédio é constituído pelo Edgard Cine-Teatro, no térreo, Secretaria de Cultura, pavimento superior e lojas subterrâneas. Foi tombado pelo Iphan – Instituto do Patrimônio Artístico Nacional por conta de suas características modernistas. Sem dúvida, trata-se de uma arrojada construção. Oferece acomodação para 980 pessoas, sem contar o “balcão”, atualmente desativado; possui um belo e amplo palco, camarins e bastidores.

Já a Casa da Rua Alferes, embora não tenha merecido maior atenção e estudos do Iphan, provavelmente, teve sua construção iniciada ainda no final do século XIX. Foi a terceira residência da zona urbana do município. O imóvel, agora em “terra nua”, fica no número 130 da Rua Alferes Henrique José de Azevedo. Pertence aos herdeiros do senhor Antônio Januário Carneiro, antigo, serventuário da Justiça. Os que ali moravam davam ênfase às características históricas da construção, hoje demolida: alicerce (ou base), construído com a sobreposição de grandes pedras, provavelmente com mãos escravas; telhado em estilo colonial; pé-direito elevado; muitos cômodos, todos janelados, não faltando os destinados às visitas; varanda com acessos laterais; cozinha com fogão a lenha e quintal com fruteiras produzindo em profusão. Tudo reproduzia ali a estética da época dos que escapavam à realidade de uma vida mais simples, sem maiores fortunas.

Até meados do ano, a Casa da Rua Alferes foi objeto de desapropriação pública, processo iniciado ainda no governo Tarcísio Henriques. Num de seus últimos despachos, em meados de 2010, a juíza concedeu sua posse ao município, mediante depósito judicial de seis parcelas de R$ 40.200,00. A prefeitura, em petição, renunciou a esse direito alegando falta de recursos. O processo foi encerrado e é fato consumado que nosso prefeito deixou de comprar por R$ 240 mil, em seis vezes, um imóvel que, hoje, já deve ter sido negociado na iniciativa privada por R$ 750 mil. É preciso deixar registrado também que o Superintendente do IPHAN Minas, senhor Leonardo Barreto, esteve no imóvel e comprometeu-se a buscar recursos federais para a sua restauração, caso o município efetivasse a sua compra e o repassasse para o Governo Federal. O instituto tinha a intenção de abrigar ali o seu escritório de representação, uma reivindicação antiga do Conselho de Engenharia de Cataguases.

O Cine - Edgard também entrou em processo de desapropriação no mês passado. Ainda não foi adquirido, como anunciado. O Decreto foi publicado quando a proprietária, residente na cidade de Ubá- MG, pegando a onda da divulgação de uma infundada nota do jornalista Anselmo Góis no O Globo, encaminhou ofício à prefeitura, comunicando não ter interesse de manter o contrato de locação com o município. A senha de que pretendia vender o imóvel estava dada e a Procuradoria corretamente, decretou a sua desapropriação.

Não há dúvidas de que o valor pecuniário do Edgard Cine-Teatro, a ser atribuído pela justiça para conceder a sua posse provisória ao município, será bem maior que o estabelecido para a aquisição da Casa da Rua Alferes. Nosso prefeito, o mesmo que abriu mão de comprar um imóvel por R$ 240 mil, em seis parcelas alegando não ter dinheiro, espero, já deve ter merecido do governador de Minas, Antônio Anastasia, um compromisso de aporte desses recursos para fazer frente à demanda da compra do cinema. Caso contrário, estaremos convivendo com mais um blefe público e o processo de desapropriação do Edgard Cine-Teatro seguirá o destino dado ao da Casa da Rua Alferes: será encerrado e o prédio poderá também ficar sob os desígnios da iniciativa privada e sua lógica arrecadadora. Minha esperança é de que o governador tucano, vencido nas urnas em nossa cidade, já tenha “digerido o sapo“ e agora esteja pensando em aqui investir, como estratégia de conseguir reconhecimento político e votos no futuro. Será?

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O BRILHO DA ESTRELA DO PT E DE LULA.




Fim das eleições presidenciais. Na festa da democracia quem festejou foi o PT, que conseguiu eleger a companheira Dilma Rooussef, sucessora do presidente Lula e primeira presidenta do Brasil.






Como explicar essa vitória? Afinal de contas, apesar de sua trajetória política, destaco a luta contra a Ditadura Militar onde foi presa e torturada, Dilma nunca disputou nem par ou impar eleitoral. Sua candidatura sequer passou por uma votação e aprovação no partido, foi escolhida e imposta pelo presidente Lula.


A explicação é fácil. O povo brasileiro votou pela continuidade do projeto político implantado por Lula. Mas que projeto é esse? Como podemos definir o Governo Lula? Esquerda ou direita? Neo-liberal ou socialista?


O que é neo-liberal?

Em poucas palavras: neo-liberalismo é um sistema político que segue a teoria do capitalismo : anulação do Estado; defesa do setor privado; controle da economia pelas empresas privadas; criação e fortalecimento de ONGs; livre comércio; luta pelo capital; vulgo direita. No neo-liberalismo o setor público não presta, deve ser substituído pelo setor privado. Quem fornece saúde de qualidade não é o SUS, mas os planos de saúde. Escola de boa qualidade deve ser particular. Nada público, tudo pago, e muito bem pago. Um sistema voltado para quem tem dinheiro.
O que é socialismo?



O socialismo é um sistema que segue a teoria do comunismo: Estado forte e soberano; defesa do setor público; controle da economia pelo Estado; criação e fortalecimento dos sindicatos, associações e cooperativas; luta pelo social; vulgo esquerda. É dever do Estado fornecer educação, saúde, segurança, ... tudo público, pago com dinheiro público, conquistado através de impostos. O sistema é voltado para todos. Não visa o lucro, faz pelo social.


Qual é o sistema político que impera no Brasil? Neo-liberalismo ou socialismo?

No Brasil, o sistema que predomina é o neo-liberalismo, implantado na era do Governo de Fernando Collor/Itamar, dando sequência no governo FHC. Para facilitar sua implantação, esses dois governos privatizaram e sucatearam todo setor público, passando uma imagem que setor público não funciona. Assim, abriram as portas para as empresas estrangeiras se instalarem. Alugaram o Brasil.

E o Governo Lula, qual desses sistema representa? Neo-liberalismo ou socialismo? Esquerda ou direita? Governo Lula não é neo-liberal nem socialista. Segue um sistema novo, fazendo fusão entre setor privado e setor público. Esse sistema, ainda sem definição, eu defino como “neo-socialismo”.

Para facilitar o entendimento cito como exemplo os investimentos na área da saúde e educação. O Brasil possui 5.565 municípios. É quase impossível construir e manter unidades públicas como universidades e hospitais em todos esses municípios. Porém, o governo de alguma forma tem que fornecer saúde e educação para a população.

Para investir nessas áreas, é necessários gastos com construções, que além de gastos exorbitantes, o tempo para entrega parece não ter fim. Sem contar os problemas com desvios e corrupções. Com isso, o Governo mudou a forma de investimento, ao invés de obras públicas, investiu nas obras privadas. Aproveitou as estruturas do setor privado e através de projetos sociais levou serviço público de qualidade a boa parte da população.

Um deles é o ProUni. Através de bolsas de estudos, um aluno estuda de graça, ou, a custo reduzido, em faculdades particulares. Na saúde, enfermos são tratados em hospitais particulares e nas Santas Casas de “Caridade”, através de verbas públicas, uma parceria com o SUS.



O governo faz política pública no setor privado. Em outras palavras: terceirização de serviço público. Uma espécie de socialização do neo-liberalismo, que sem dinheiro público não sobrevive, a prova está nas crises, que antes eram tsunamis, no Governo Lula não passaram de marolinhas.
Lula não fez nenhuma revolução, apenas negociou com o setor privado. Essa forma de negociar Lula aprendeu na época em que foi presidente do Sindicato, que tem como função ser o elo de negociação entre patrão e trabalhadores, visando fechar acordos que favoreçam ambas as partes.
Lula mostrou que é um ótimo negociador, conseguiu negociar e intervir em guerras, economias, costumes e questões ambientais no mundo afora. Chegando ao ponto de ser considerado por Barack Obama, como o “O CARA”, além de seu nome ser indicado a ocupar um cargo na
ONU.

Com tamanha influência, Lula conseguiu trazer para o Brasil a Copa do Mundo/2014 e a Olimpíadas/2016.
Lula recuperou e fortaleceu as empresas que sobreviveram das privatizações da era FHC, .como a Petrobrás, que hoje é umas das maiores do mundo. Com a descoberta do Pré-sal, o Brasil será uns dos maiores produtores de petróleo do mundo.



Outro projeto que mostra a presença do Estado é o PAC, investindo em infra-estrutura (rodovias, portos, aeroportos, estradas, ferrovias, etc) e saneamento básico. Vale lembrar do PAC das Cidades Históricas, que enviará
para Cataguases R$ 29 milhões. Sem esquecer dos projetos sociais, como o minha casa minha vida, levando moradia a milhões de brasileiros, e mais importante projeto social, o Bolsa Família.

O resultado não poderia ser outro, Lula retirou milhares de pobres da miséria, aumentou a classe média, criou 15 milhões de empregos e levou dignidade para o povo brasileiro.

Esse é o jeito Lula de governar: fortalecimento do setor público e privado. Com isso, encerra seu mandato com alta popularidade, conseguindo aliar 10 partidos na Coligação: Para o Brasil continuar mudando. Elege Dilma sua sucessora; faz 18 Governadores da base do Governo; consegue maioria na Câmara e no Senado.

Lula conseguiu apoio de antigos desafetos. Inclusive em Cataguases. Quem um dia imaginaria o carro que brilha, desfilando pelas ruas de Cataguases, fazendo

campanha para o PT e para companheira Dilma? Esse é o brilho da estrela do PT e
do companheiro Lula.




















quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Sessão da Câmara

REUNIÃO ORDINÁRIA
ORDEM DO DIA
14/12/2010, ÀS 18:00 HORAS



Foi a última Reunião Ordinária do ano, sendo dividida em três partes. A primeira, começou às 19:30 horas, atraso de 1 hora, servindo para entrega de Moções de Congratulações. A segunda parte foi a Ordem do dia, votação de projetos, requerimentos, moções e indicações. A terceira parte foi a eleição da mesa diretora, para o pleito 2011 e 2012.

A reunião acabou às 01:30 da manhã. Muito blá blá blá e nada de interessante para votar. O que explica a ausência do povo.

Ordem do dia:
Executivo:
Projeto de Lei:


Nº 47/2010 – Autoriza o Poder Executivo a conceder aforamento (José Adilson Peroni e sua esposa).

Nº 48/2010 – Autoriza o Poder Executivo a conceder aforamento (Flávia Moutinho Gonçalves)

Nº 50/2010 – Autoriza o Poder Executivo a conceder aforamento (Patrícia Helena Vernier Alonso)

Ambos aprovado por todos.

COPASA:

Foi colocado em votação o Projeto de Isenção de Impostos e Taxas a Copasa. Sendo aprovado por 8 a 2. Votos contrário do Vereador Vanderlei Pequeno e Canecão.

- Pequeno: Embora conste do texto, a Copasa já é isenta de tributos sobre a exploração de serviços de água. Argumentou que esse não seria o momento de votar um projeto dessa natureza, o que deveria ser feito quando houver a discussão/fechamento do Contrato de Programa com a empresa. Pequeno insistiu que aprovar isenção de impostos nos enfraquece quando formos discutir as bases da concessão de exploração dos serviços de esgotamento sanitário na cidade. A prefeitura está acompanhando um roteiro de ação organizado pela própria Copasa e de acordo com os interesses da empresa.

A atividade de planejamento, que inclui o Plano Municipal de Saneamento Básico, ainda não foi discutida. No entanto a Câmara já aprovou o Convênio com Estado e a isenção futura de impostos à empresa de sua administração direta(Copasa), em nome de uma pretensa tarifação de cunho social; O texto da lei aprovada nesta madrugada fala de desonerar o custo da tarifa de serviços...pelo prazo dos serviços outorgados. Essa outorga ainda está para acontecer!?!

Com isso, avaliou que está assinado mais um cheque em branco, o que vai beneficar o governo Anastasia/Copasa, além da entrega dos serviços de esgotamento sanitário/água em nossa cidade.

A lei aprovada isenta a Copasa de todos os tributos municipais que incidam sobre os serviços prestados e sobre as áreas e instalações operacionais e administrativas existentes à data da celebração do Contrato de Programa e/ou que venham a ser adquiridas posteriormente, bem como do pagamento de royalties, isenção esta que será extensível àqueles criados durante a prestação dos serviços.

A isenção estabelecida é extensiva a todas as taxas municipais, de serviço ou pelo poder de polícia, contribuição de melhoria e a quaisquer outros tributos municipais instituídos posteriormente a esta lei.- Abrangerá os preços públicos relacionados ao uso de vias públicas, seu espaço aéreo e seu subsolo, e ao uso de quaisquer outros bens municipais, móveis ou imóveis, necessários à execução dos serviços.

Legislativo:
Projeto de Lei:

Nº 43/2010 – Institui o “Dia do Fluminense e do Torcedor Tricolor” – Vereador FERNANDO MEDEIROS PEREIRA. Quer será comemorado no dia 21 de Julho, data da fundação do Flumisense.

Foi aprovado por 9 a 1. Pequeno se absteve de votar e comentar.

Comentário: Nada contra o Fluminense, inclusive meu pai e boa parte da minha família são tricolores, cabendo a mim a ovelha rubro-negra da família. Mas esse projeto rebaixa a Câmara. É um absurdo. E muita falta do que fazer. Pior é que Fernandinho contou com apoio de 9 vereadores, que além de votarem favorável ao projeto, elogiaram o Vereador pela criação desse importante projeto e sugeriram a criação de outros projetos da mesma proposição, para atender aos torcedores do Flamengo, Vasco, Botafogo, São Paulo, Corinthias, Atlético Mineiro, Cruzeiro ... . Esse projeto mostra como os vereadores estão preocupados com os problemas da cidade.


Projeto de Resolução:

Nº 05/2010 – Concede gratificação Natalina aos Servidores Ativos da Câmara Municipal de Cataguases – MESA DIRETORA.

Aprovado por todos.

Requerimentos:

Nº 85/2010 – Requer da Mesa Diretora da Câmara Municipal o que segue: Convocação do ex-Secretário de Saúde, Fernando Pacheco, para dar a sua versão sobre os motivos da sua exoneração. Vereador VANDERLEI TEIXEIRA CARDOSO.

COMENTÁRIO: Esse requerimento convocaria Fernando Pacheco para prestar informações sobre a sua exoneração, além do trabalho feito por ele nesses últimos 2 anos. Vale destacar que, a Secretária de Saúde é a que mais recebe verba e a mais complicada. Merece toda atenção e fiscalização. Porém, não foi aprovado, tendo em vista que, os restantes dos vereadores foram contrário e seguiram os pareceres, que foram contrário. Dessa forma, deu a entender que a maioria dos Vereadores não quer fiscalizar. A área da Saúde está ótima. O Prefeito pode fazer tudo que quiser, nada será cobrado nem investigado.

Nº 86/2010 – Requer do Poder Executivo o que segue: Confirmação da concessão de alvará pela Prefeitura para a demolição já consumada da Casa da Rua Alferes. Vereador VANDERLEI TEIXEIRA CARDOSO.

Nº 87/2010 – Requer da Mesa Diretora da Câmara Municipal o que segue: Que o Executivo convoque o Chefe do Catrans e o Secretário de Obras para discutir modificações na sinalização de trânsito na Avenida Veríssimo de Mendonça, Bairro Beira Rio. Vereador VANDERLEI TEIXEIRA CARDOSO.

Nº 88/2010 – Requer da Mesa Diretora da Câmara Municipal o que segue: Convocação com urgência das empresas de ônibus que servem aos bairros Bom Sucesso e Sol Nascente (Alto Canoa) para discutir o atendimento do transporte coletivo nesses locais. Vereador VANDERLEI TEIXEIRA CARDOSO.

Nº 89/2010 – Requer do Poder Executivo o que segue: Se existe algum impedimento por parte da Prefeitura Municipal de Cataguases, principalmente com relação à Legislação Municipal vigente, em permitir a publicidade, através de veículos de sonorização, referente à comunicação de falecimentos ocorridos em nosso Município, caso este que em nosso modesto entendimento se constituirá em um importante serviço de utilidade pública. Vereador JORGE LUIZ VILELA.
Nº 90/2010 – Requer do Poder Executivo o que segue: Solicito junto a Secretaria Municipal da Fazenda, informações com relação aos impostos municipais que são cobrados das instituições financeiras, principalmente, e com maior ênfase, a tributação das taxas de serviço que são cobradas do consumidor (ISSQN). Vereador GUILHERME VALLE DE SOUZA



ELEIÇÃO MESA DIRETORA

Foi eleita, no final da sessão, foi eleita a nova Mesa Diretora que administrará a Câmara nos próximos dois anos. A Presidência ficou com o vereador Antônio Batista Pereira(Beleza); a Secretaria ficará por conta do vereador Fernando Medeiros Pereira(Fernandinho de Sereno); o Vice-Presidente é o vereador João do Carmo Lima/Boiadeiro e o Secretário de Finanças é o vereador Jorge Vilela.

Sendo aprovado por 9 a 1, com um voto em branco.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Sessão da Câmara - Dia 07/12/2010

REUNIÃO ORDINÁRIA
ORDEM DO DIA
07/12/2010, ÀS 18:00 HORAS

Executivo:
Projeto de Lei:

Nº 38/2010 – Estima a receita e fixa a despesa do Município de Cataguases para o exercício financeiro de 2011 (2º Discussão e Votação)

• Votação do orçamento de 2011.

Aprovado por todos

Nº 45/2010 – Autoriza o Executivo Municipal a outorgar a Concessão de Direito de Uso de uma área de terreno ao Centro Educacional BJ Ltda. e dá outras providências

* Doação de uso de Terreno para o CEC. Esse terreno fica no BNH, ao lado da entrada da Acrópole.

Legislativo:
Projeto de Resolução:

Nº 04/2010 – Cria a Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Cataguases e dá outra providência. MESA DIRETORA.

Aprovado por todos.

Requerimentos:

Nº 82/2010 – Requer do Poder Executivo o que segue: Último Balanço consolidado e Demonstrativo de Custos Operacionais das empresas prestadoras de sérvios públicos municipais de transporte coletivo. Vereador VANDERLEI TEIXEIRA CARDOSO.

Nº 83/2010 – Requer do Poder Executivo o que segue: qual o nome do Bairro que fica entre a Escola Estadual Dr. Norberto C. Ferreira e a Estação Ecológica de Águas Limpas? Vereador GUILHERME VALLE DE SOUZA.

Nº 84/2010 – Requer do Poder Executivo o que segue: Que providências estão sendo tomadas pelo Executivo a respeito da obra, que está sendo realizada na Avenida Ministro José Fabrino Baião, Bairro Thomé? O Engenheiro responsável do Município está supervisionando a obra? Como está o andamento da mesma acima citada? Vereador ANTÔNIO DE SOUZA PEREIRA.

GRANDE EXPEDIENTE:

Vereador: Vanderlei Teixeira Cardoso

Falou sobre a demolição ilegal da Casa da Rua Alferes e leu a Nota Oficial do PT sobre o projeto de lei do Plano Municipal de Saneamento Básico, encaminhado pelo Executivo à Câmara, para discussão e votação.

LEI ASCÂNIO LOPES – MAIS UM LIVRO SERÁ LANÇADO

Aconteceu no sábado, dia 18, lançamento do livro de poesias, Alma de brinquedo, de Leonardo de Paula Campos. A obra é financiada pela Lei Ascânio Lopes. A festa será no Sebo Aluados, Edifício Rotary, (aniversário de 1 ano do Sebo).

PROJETO DE LEI DE PROTEÇÃO AOS ANIMAIS DE CATAGUASES

Estive hoje, pela manhã, recolhendo assinaturas no abaixo-assinado que reivindica da prefeitura o encaminhamento à Câmara, do projeto de Lei de Proteção aos animais abandonados nas ruas de nossa cidade. Já conseguimos recolher cerca de 300 assinaturas. Estaremos no calçadão, amanhã, a partir de 9 horas, para continuar o trabalho. A idéia é entregar os abaixo-assinado na prefeitura na próxima quinta-feira, dia 15.

CAMPANHA PELA CONSTRUÇÃO DAS SALAS NO PRESÍDIO

Continua no ar a Campanha de arrecadação de material para a construção das salas de aula no presídio de Cataguases. Caso você queira contribuir, faça contato conosco

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Demolição da Casa da Rua Alferes

A Casa da Rua Alferes, casarão que remonta ao final do século XIX, situada na rua de mesmo nome, em Cataguases, está nos seus momentos finais.

A imobiliária que cuida dos interesses da família Carneiro contratou uma retroescavaeira e está demolindo a última parede e a base de sustentação(alicerce) do imóvel.

Estivemos no local e fomos informados pelo proprietário da imobiliária que estava demolindo com alvará da prefeitura e autorização judicial.

Quando dissemos que não havia autorização do IPHAN para a demolição - o imóvel está localizado dentro da poligonal histórica tombada - ele contra argumentou dizendo que a justiça já definiu que o órgão não tem poder de polícia e que dessa forma, não há necessidade da licença federal para por fim à Casa.

Vamos apurar a veracidade das informaçõs da imobiliária, antes de consumar o entendimento de que em Cataguases estamos, literalmente, entregue às baratas!

sábado, 4 de dezembro de 2010

Sessão da Câmara dia 30/11/2010


REUNIÃO ORDINÁRIA
ORDEM DO DIA
30/11/2010, ÀS 18:00 HORAS

Ausência: Guilherme da Faculdade

Executivo:
Projeto de Lei:


Nº 38/2010 – Estima a receita e fixa a despesa do Município de Cataguases para o exercício financeiro de 2011 (1º Discussão) - (Orçamento 2011 primeira votação)

Em discussão:


- Pequeno:


A estimativa de arrecadação de Cataguases no próximo ano é de R$ 76.340.077,00; Esses valores são distribuídos(como despesas) para custear os trabalhos das secretarias, gabinete do prefeito e Câmara;

A Secretaria de Saúde deverá movimentar recursos da ordem de R$ 3.960.000,00, mais o Fundo Municipal de Saúde, cujo montante previsto é de R$ 22.475.000,00;

A Secretaria de Educação movimentará R$ 17.492.000,00;

A secretaria de Administração ficará com R$ 4.800.000,00 do bolo orçamentário e a Secretaria de Fazenda com R$ 4.355.397,00;

As despesas da Secretaria de Serviços urbanos serão de R$ 6.890.000,00; A Agricultura e Meio ambiente gastará R$ 1.254.200,00;

O gabinete do prefeito terá à sua disposição R$ 1.426.000,00 e a Câmara Municipal R$ 2.762.080,00.

O orçamento da Secretaria de Cultura para 2011 é de R$ 1.386.000,00 e a Lei Ascânio Lopes poderá financiar projetos até o limite de R$ 205.000,00.

Em votação: Aprovado por todos

Legislativo:

Projeto de Lei:

Nº 37/2010 – Dispõe sobre a denominação à próprio Municipal de Milton Carvalheira Peixoto, ao Terminal Rodoviário construído no Bairro Taquara Preta. Vereador JOSÉ HERMATY DA VEIGA .

- Comentário meu: Prefeito faz projeto, arruma verba, paga a contra partida, coloca a obra para funcionar e um Vereador para fazer média diz qual nome deve ser. Não discutindo o mérito de nome indicato, mas nomear é função do prefeito, não vereador.

Em votação: Aprovado por todos.

Requerimentos:


Nº 80/2010 – Requer do Poder Executivo o que segue: Tendo em vista a aprovação nesse mês de novembro, pelo Congresso Nacional, do Plano Nacional de Cultura (PNC), em substituição à Lei Rouanet e que irá repassar R$ 800 milhões e estados e municípios, que providências estão sendo tomadas pelo Poder Executivo para assinar o Acordo de Cooperação Federativa (1º Passo) e elaborar, posteriormente, o Plano Municipal de Cultura de Cataguases? Destaque-se que a elaboração desse Plano, estritamente de acordo com as diretrizes estabelecidas no PNC, é que garantirá o repasse de verbas federais para serem estrategicamente investidas na cultura em nossa cidade, colocando em prática a concepção democrática e o conceito amplo de cultura e garantindo a todos os cidadãos cataguasenses o exercício pleno dos seus direitos culturais (leia-se Cidadania Cultural). Vereador VANDERLEI TEIXEIRA CARDOSO.

Nº 81/2010 – Requer do Poder Executivo o que segue: Haja vista a matéria publicada no Jornal Cataguases de 16 de janeiro de 2009 “Governo do Estado Libera Verba para Reforma total da Praça de Esportes”, documento anexado, junto a Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais (SEEJ/MG) abaixo pergunto: a) A verba em tela foi auferida? b) Caso negativo, quais os impedimentos para o recebimento? Vereador GUILHERME VALLE DE SOUZA.

GRANDE EXPEDIENTE:

Vereador: Vanderlei Teixeira Cardoso


DEMOLIÇÃO DA CASA DA RUA ALFERES

Pequeno discursou demonstramos a indignação e apresentou protesto em razão da demolição quase que total da Casa da Rua Alferes. Oportunamente estará transformando a fala em matéria para divulgação.

LANÇAMENTO DE LIVROS

No dia 4 de dezembro próximo, sábado, a partir das 20 horas, a Chácara Dona Catarina vai receber convidados para o lançamento de livros de três autores cataguasenses: Lina Tâmega Peixoto, Francisco Marcelo Cabral e Joaquim Branco. São duas gerações de escritores cataguasenses que vêm se dedicando ao trabalho literário há muitos anos e fizeram sua marca cultural em nossa cidade. O livro de Joaquim Branco, Janelas da Leitura, foi financiado pela Lei Ascânio Lopes. .



sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Cidadão Honorário


Dia 2 de Dezembro de 2010, no Clube do Remo, aconteceu a entrega dos Títulos : Cidadão Honorário e Benemérito.

Tive a felicidade de ter meu nome indicado, pelo Vereador Vanderlei Pequeno, para receber o título. Minha felicidade aumentou depois da votação do Decreto, que foi aprovado por unanimidade.

Natural do Rio de Janeiro, mudei para Cataguases com dois anos de idade. Tenho a honra ter tido como primeira Escola, a Escola Municipal Carmelita Guimarães.

Com nove anos, voltei para o Rio de Janeiro junto com meus pais, porém sempre que dava eu aparecia na área.

Esse ping pong durou até os 26 anos, onde retornei de mala e cuia.

Trabalhando no Correio de Cataguases conheci ainda mais a cidade. E a cada dia que passa sinto cada vez mais um Cataguasense. Um gente boa.

Com esse título de Cidadão Honorário, me sinto um Cataguasense completo.