quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Eleições 2010 já começou.

De olho na eleição de 2010, para a presidência, os partidos começam a trabalhar para fazer seus candidatos, com tantos nomes acho que teremos uma eleição igual a de Cataguases.



O PT de Lula, não se preocupou em fazer o seu sucessor, até tinha nomes, mas foram cassados na época do mensalão, que com concerteza foram cassações políticas, do que cassações criminosa, pois tinham como intensão cassar o futuro sucessor de Lula, Zé Dirceu e Delúbio.

O PT sem muitas escolhas lança Dilma com sua candidata, que tem uma grande vantagem, a aprovação enorme do governo Lula, mas peca ainda por não ter uma grande populariedade, marca registrada de Lula.


O PDT com um grande nome, Senador e Professor Cristovam Buarque, inclusive concorreu na última eleição, mesmo derrotado, mostrou ser um grande candidato. Ele que na sua campanha levantou a bandeira da educação, tão importante para nosso país. Contudo sofreu várias críticas, pois seguindo campanha em torno da educação, não ampliou o discurso de outros grandes problemas, como saúde, segurança e outros. Seu partido que faz parte do governo, se mostrando a favor de ajudar a constuir, enquantos muitos preferem criticar e torcer contra. Com tudo isso, Cristovam Buarque se mostra um grande candidato.


O PMDB, também não se preocupou em fazer um nome, e sim, preferiu ficar com a sua polítca de poder, ficando com ministérios, estatais e cargos, agora luta para ter o poder, e numa jogada impotante consegue a presidência das 2 casas, a do Senado e a do Deputato.

Como não tem candidato próprio, mas possui sua bancada forte, que qualquer candidato a República conta como aliada, assim continuando a política de cargos e favores. Lembrado que e é essa a forma do surgimento do mensalão, a política de troca de favor, eu te apoio e o que ganho. O nome que o PMDB trabalha, é o Governador Mineiro, Aécio Neves, o qual o Ministro Hélio Costa e a vários políticos da base fizeram o convite, que é do PSDB e sonha ser presidente, sóque não conta com o apoio do seu partido.


O PSDB, com vários nomes, mas que ao mesmo tempo sofre com o passado recente, FHC, e com o presente bom, LULA. Dos nomes, o mais forte é do Governador do Estado de SP, José Serra, que já perdeu para o Lula em 2002.

Além de Serra, tem o nome de Geraldo Alckmim, que também perdeu para Lula, 2006, e anda em baixa, nas eleições para prefeitura de São Paulo, nem pro segundo turno foi.

Outro nome tucano, é do Governado Mineiro, Aécio Neves, que sonha ser presidente, e já está em pré-campanha, sendo sondado por outros partidos, como PMDB citado acima. Por ser muito jovem, e ter como concorrente direto Serra que tem mais experiência política, e Governa o Estado mais importante do Brasil, resta para Aécio briga por um espaço dentro do partido, trocar de partido ou esperar a próxima.

O PTB, de Collor que tenta recuperar sua imagem, declarou também uma possível candidatura, ele que prometeu um dia voltar e disputar a eleição a presidência, porém com a imagem totalmente queimada devido ao passado, o partido ainda sofre com o presente, lembrando o caso de Roberto Jeferson nos recentes escândalos do mensalão, Roberto que é do PTB.

Correndo por fora ainda temos o PSOl, ex-petistas, que tem como candidata Heloísa Helena, que foi candidata na última eleição. Com a saída do PT, formando um partido novo partido de esquerda, Heloísa discursa em favor de uma esquerda pura, radical fazendo poucas coligações, e todas com partidos totalmente de esquerda, seguindo a política petista derrotada por duas vezes pelo FHC. Atualmente faz parte da oposição ao governo Lula, caindo em contradição, esquerda contra esquerda, facilitando o trabalho da direita.

O PSB, que também é da esquerda, também tem candidato, o Deputado Ciro Gomes, um nome muito forte, faz parte da base do governo, com uma esquerda não tanto radical, mais centrada, e com sua experiência política, é mais fácil conseguir alidados, que é uma grande vantagem.

Com vários nomes, a esquerda dividida tenta de alguma forma derrotar os candidatos tucanos, e seguir a linha socialista, que vem dando resultado. Os petistas lançam sua estratégia indicando um sucessor, Dilma que na minha opnião serve como boi de piranha, é jogada ao rio, se sobreviver segue com o restante, se ficar salva os outros. Assim o PT sem outra escolha lança na mídia sua candidatura, testando sua populariedade, e assim protege um possível aliado, Ciro Gomes.

O que decidira as eleições é a decisão do PMDB, se vão lançar ou não candidatura, e se não, quem vai apoiar. E acho com a possível ida de Aécio para o PMDB, acontecerá o que aconteceu em Cataguases, uma eleição com vários candidatos, e com vários partidos, com poucaas coligações, teremos um primeiro turno calmo, evitando as brigas, e de olho no segundo turno, e tendo vantagens nomes com pouca expressão, com Ciro, Dilma e Heloísa.

O povo brasileiro, que ainda sente na pele as conseguências dos erros dos tucanos, e com um mundo mudando para o socialismo a esquerda leva vantagem, ainda mais com o sucesso do Governo Lula, que a dia que passa sobe sua populariedade.

Com tantos nomes : Dilma, Ciro, Heloísa Helena, Cristovam Buarque, Serra, Alckmim, Aécio e Collor as eleições de 2010 promete, e espero que cumpra.

3 comentários:

Edson Campos disse...

Caro Paulo Lúcio.
Venho a seu blog, agradecer suas valorosas visitas a meu blog.
Gosto dos seus comentários, pois são feitos com consistência e sabedoria.
Saudações.
Edson Campos

Edson Campos disse...

Caro amigo Paulo.
Vc pode usar meu blog, que na verdade é nosso, à vontade para divulgar assuntos importantes para a nossa vida, nossa Cidade e nosso povo.
Sinta-se a vontade, pois quando criei o espaço foi verdadeiramente pensando em abrir um canal democrático e livre para as manifestações, onde todos podem dar sugestões, passar informações, fazer desabafos, enfim, um espaço para que possamos interagir e juntos fazer da nossa querida Cidade e região, um lugar melhor para se viver.
Um abraço.
Edson Campos

PAULO ANDRÉ disse...

No jogo das eleições, as cartas estão à mesa e existem peças evidentes a serem utilizadas. As possibilidades são boas de continuidade do Projeto do PT para o Brasil, contudo, algumas manobras políticas já estão acontecendo a fim de viabilizar o projeto de outros partidos.