quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

VEREADORES EXECUTIVOS?

Quando eu penso que já vi de tudo na política, me surpreendo com o uso da máquina pública em benefício próprio.

Corre a notícia que o prefeito da “ Mudança pra Valer” deu de inovar e vai oferecer aos vereadores que o apóiam três funcionários para prestar serviços aos seus bairros.

Será isso o “ troco” pelos votos a seu favor na formação da mesa da Câmara? Será que isso fazia parte do acordo firmado no churrasco em Astolfo Dutra com membros do governo do Estado?

Lembro que o resultado da votação da Câmara foi 9 a 1, com apenas um voto contra.

Pelo visto, todos os nove que votaram a favor vão administrar cada um 3 funcionários trabalhando em seus bairros.

Essa prática funciona como uma espécie de campanha eleitoral permanente e, se já é discutível na sua legalidade, não há dúvida de que é imoral.

Não cabe ao vereador administrar mão de obra. Segundo a Constituição, isso é uma obrigação do prefeito!

Além disso, Cataguases tem mais de 70 bairros. A pergunta é: será que 27 servidores vão dar conta, ou vão limpar apenas os bairros dos vereadores eleitos? Quantos bairros serão excluídos dessa “ação pública” do Prefeito tucano?

O trabalho do vereador é fiscalizar, legislar e cobrar do prefeito os cumprimentos das leis. Não é sua obrigação administrar mão de obra de funcionário da prefeitura.

Vereador deve ir aos bairros e fazer valer o seu voto, cobrando resultado efetivo do trabalho do prefeito. Esses mecanismos só servem para enganar o eleitor e privilegiar alguns bairros, deixando a maioria de fora dos benefícios que seriam de responsabilidade do executivo.

Estamos de olho.

3 comentários:

FRANCIELE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edson Campos disse...

Caro Paulo.
Oportuna sua publicação. A verdade é que a campanha para a reeleição dos vereadores já começou e não tenha dúvidas de que os três funcionários que ficarão a cargo de cada um, serão tão somente cabos eleitorais fora do período oficial de campanha.
Essa atitude me deixa descrente do trabalho que será realizado pelos nove vereadores, digo nove, porque nosso amigo Vanderlei Pequeno, manteve sua postura e colocou-se como realmente deveria, na posição de fiscalizador sem aceitar qualquer acordo imoral.
Sabemos que os acordos existem e são até saudáveis quando feitos de maneira ética e positiva, com o único objetivo de melhorar a vida do nosso povo e a nossa Cidade.
Saudações.
Edson Campos

FRANCIELE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.