sábado, 5 de dezembro de 2009

CATAGUASES EM NOTÍCIAS

R$ 185 mil para a Cultura

Projeto do Executivo do Orçamento para o exercício de 2010 entrou em votação, mas recebeu emendas aditivas Oe supressivas e volta na pauta da próxima seção. O valor correspondente à Lei Ascânio Lopes (R$185 mil), que em 2010 estará financiando obras de artistas cataguasenses e é um anteprojeto de autoria de Pequeno, consta no orçamento.

Plano de Carreira dos Professores

Foi debatido o Plano de Carreira dos professores de Cataguases. Pequeno defendeu que haja uma última rodada envolvendo a Prefeitura, Câmara e professores (mais sindicato) para incluir as emendas que inclui no projeto os psicopedagogos e comissiona os professores pós-graduados. No seu entendimento, essa participação legitima as decisões que forem tomadas.

Árvores Ameaçam

Fez também indicação para notificação da Fundação Ormeu Junqueira Botelho sobre o risco de desabamento das árvores sobre as casas existentes na Av. Astolfo Dutra - na altura do Almoxarifado da Prefeitura. Ele solicita poda drástica ou corte das árvores, que, sob a ação dos ventos e chuvas, colocam em risco as pessoas e podem causar danos aos imóveis próximos.

Sugismundos

Pequeno fez requerimento à Prefeitura para questionar a Fundação Estadual do Meio Ambiente - FEAM sobre os mecanismos de controle da lixívia liberada pela fazenda da Indústria Cataguases de Papel, no distrito de Aracati. Moradores estão denunciando que o Rio Cágado está turvo e impróprio à pesca.


Direitos dos animais

Foi feito requerimento à Prefeitura para realizar levantamento sobre os cães
abandonados na cidade. Vale lembrar que Pequeno está com um anteprojeto de lei que trata do assunto em fase final de elaboração e o submeterá hoje, quarta-feira, às 18:00 horas, a integrantes da Sociedade Protetora dos Animais de Cataguases e interessados. O encontro será no Sindicato dos Bancários. A previsão é que o
texto seja entregue à Prefeitura no próximo dia 15. Esse tipo de projeto tem que ser de iniciativa do Executivo.

Moções de Aplausos

Foram aprovadas duas moções de aplauso: à Escola Estadual Astolfo Dutra e seus alunos
pela realização da 8ª edição do “Cantos e Encantos da Poesia”, no Centro Cultural
Humberto Mauro , no último dia 30/11 (sugestão de Vanderlei Pequeno) e aos vencedores do FESTIVIDA(Sugestão Boiadeiro).

VEREADOR NO BAIRRO
Vereador Pequeno estará reunido nesta sexta-feira com os moradores dos bairros Primavera e Bonsucesso. O Encontro acontecerá na residência de uma dos moradores (Jorge Darci), próximo à pracinha do Bairro Primavera. O Objetivo é discutir e encaminhar à Prefeitura as demandas existentes nos dois bairros que, segundo alguns moradores, carece da presença da prefeitura. Numa primeira visita, o vereador constatou que existem bueiros entupidos, ruas tomadas pelo matagal e com muitos buracos.



Cidadão Honorário

Pequeno recebe do vereador Guilherme Valle o Título de Cidadão Honorário de Cataguases, no dia 27 de novembro, na Secretaria de Cultura. Pequeno é natural de Viçosa e veio para Cataguases ainda menino.

2 comentários:

wilma capella disse...

Senti sua falta hoje na reunião da Câmara.
Entrei de boca fechada e saí muda de lá, além de perplexa.
Já assisti esta novela muitas vezes; o executivo manda tudo na última hora para que seja obrigatoriamente votado.
Escutei mentiras,palhaçadas, arrogãncias e etc.
O Pequeno foi o único que tomou uma posição desfavorável aos erros cometidos no Plano de Carreira, mas no finalmente votou a favor.
Sai de lá enojada pq. tive a certeza de que existe um elo muito forte entre executivo e legislativo.
Vou dormir com pressão alta. Ninguém merece tal situação.

Paulo Lucio disse...

Wilma na minha opnião faltou por parte do sindicato um comunicado a respeito do Plano, até agora não sei se o Sindicato ou a Categoria aprova ou não o Plano.

A função do Vereador é aprovar ou não, se não aprovar tem que ter um motivo, e quem deve dizer o motivo do plano não ser aprovado é a Categoria ou o Sindicato, afinal não os grandes favorecidos.

No Correios o plano foi aprovado na marra, ele não passa por aprovação, é esse e pronto.

O de vocês passam por votação, cabe vocês articularem e conversarem com os vereadores, inclusive uma reunião com todos, uma audiência pública.

Mesmo fazendo isso não é garantido que o Plano seria bom, afinal sabemos que a maioria dos vereadores estão com o Executivo, porém se fizesse isso ficaria provado que os vereadores votaram contra a categoria.

Infelizmente a culpa do projeto vai cair pra cima de vocês mesmos, afinal já começou errado em fazer o Plano junto com o Executivo, afinal o prefeito tira o dele da reta e diz que o plano é bom e que a categoria participou da criação dele.

Até agora não ouvi por parte de ninguém se o plano é ruim ou bom, por favor me fale as vantagens e desvantagens.